Category Archives: Blog

Letícia Sugai entrevista Antonio Brasiliano, que fala a respeito dos cenários prospectivos de riscos previstos para o Brasil no pós Covid-19. Brasiliano explica por que os gestores de riscos devem mudar seu mindset, afirma que o mercado precisará de novos frameworks de gestão de riscos estratégicos e que, a partir de agora, o desafio é “pensar fora da caixa”. Confira!

Artigo Correio do Cidadão

A partir do mês de junho, os jornais Correio do Cidadão (Guarapuava) e Jornal da Manhã (Ponta Grossa) passam a veicular, quinzenalmente, artigos de autoria de Letícia Sugai.

Buscando trazer mais informações sobre compliance e integridade no dia a dia do cidadão, Letícia aborda o tema de maneira prática e cotidiana. “Uma transformação cultural acontece quando as pessoas envolvidas sentem-se pertencentes ao processo de mudança. Para isso, facilitar o acesso e o entendimento do compliance ou do porquê a integridade é a base para a construção de uma sociedade melhor e mais justa também é nosso dever”, diz.

Acompanhe quinzenalmente em https://www.correiodocidadao.com.br/ e https://arede.info/jornaldamanha/

Compliance e diversidade

Enquanto profissionais de compliance, também somos responsáveis por ajudar a pensar em ambientes corporativos mais inclusivos e justos. Hoje tirei um pedaço do meu dia pra estudar sobre história negra, racismo estrutural no Brasil e suas consequências políticas, econômicas e sociais.

 

Queria compartilhar um pouco do que aprendi, especialmente do que podemos fazer na seara corporativa. Se puder, invista um tempo na leitura:

 

– Um levantamento realizado pelo Instituto Ethos, em 2016, que pesquisou sobre o Perfil  Social, Racial e de Gênero das 500 maiores empresas do Brasil apontou que, embora a população negra represente a maioria dos habitantes, está sub-representada nos cargos de alta hierarquia, com participação abaixo de 10%. Fonte: Instituto Ethos.

 

– Segundo Caio Magri, diretor-presidente do Instituto Ethos, a evolução de medidas que ampliem a representatividade dos negros no mercado de trabalho caminha a passos lentos no Brasil. “Se a melhoria continuar nesse ritmo, só teremos equidade demográfica daqui a 100 anos”. Fonte: G1.

 

– De acordo com estudo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal dos negros no Brasil tem dez anos de atraso comparado ao dos brancos. Fonte: Nações Unidas.

 

– Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada pelo Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (IBQP) em 2016, os negros apresentam taxa de empreendedorismo superior à dos brancos: 38,5% no primeiro grupo e 31,6% no segundo. No entanto, 34,8% dos empreendedores brancos recebiam de três a seis salários mínimos, frente a 21,2% dos negros. Fonte: IBQP.

 

– Em 2019 o IBGE fez um estudo que evidenciou que a população negra no Brasil tem os piores indicadores no que tange à estrutura econômica, mercado de trabalho, padrão de vida, distribuição de renda e educação. Fonte: UOL.

 

– Segundo a professora de sociologia da USP, Márcia Lima, há outras possibilidades de observar as desigualdades raciais, como a violência racial (em especial a brutalidade policial com os jovens negros e os estereótipos em torno das mulheres negras, que oscilam entre o confinamento no serviço doméstico e sua sexualização em torno da figura da “mulata”). Fonte: Oxfam Brasil.

 

O QUE FAZER?

 

– Melhoria dos processos de recrutamento e novas políticas de contratação

 

– Treinamentos para a quebra do “viés inconsciente” (pré-julgamentos com base em cor da pele)

 

– Redução da desigualdade salarial

 

– Metas para ampliar a presença de minorias em cargos mais altos

 

– Investimento em qualificação das minorias

 

– Sustentar exemplos fortes no time executivo

 

– Métricas e resultados: aferir o sucesso de suas iniciativas

 

Precisamos agir além de manifestar nosso apoio às causas sociais. As mudanças podem começar nas corporações e na nossa reflexão diante das atitudes já incorporadas à cultura.

1 2 3 5